O Glacial – Janeiro a Maio de 1972

 

Santos Barros e Ivone Chinita

.

Santos-BarrosTenho tido o cuidado me citar a mim mesmo nestes trabalhos dentro dos mínimos do bom senso. Neste caso vou ousar dizer que sou autor desta que julgo ser a melhor (e praticamente a única…) fotografia de Santos Barros visível na internet.
Resulta do tratamento digital que fiz já há anos de uma foto muito estropiada em que está com as gémeas suas filhas e com a própria Ivone, apenas escassamente visível.

.

poema de Santos Barros publicado no "Glacial" nº 72 de 7 de Janeiro de 1972

poema de Santos Barros publicado no “Glacial” nº 72 de 7 de Janeiro de 1972. (Todas as imagens podem ser vistas em tamanho maior. É favor clicar sobre as mesmas)

Logo no primeiro número de “Glacial” do período de Janeiro a Maio de 72, surgem duas poesias de duas figuras muito marcantes do movimento “Gávea/Glacial”, Ivone Chinita e Santos Barros. Estou mal preparado para falar sobre estas duas pessoas, embora tenha ficado com uma impressão pessoal muito forte acerca de Ivone Chinita, visto que esteve alguns dias na nossa casa em Ponta Delgada, na altura em que publicou a sua obra “Digo Fome”, e também nos visitou em Coimbra, já depois de ter regressado dos Açores.
Santos Barros, que durante todo o tempo que estive nos Açores se encontrava ainda em Angola mobilizado como combatente, chegou a ser um dos coordenadores de “Glacial”. Encontrei-o apenas episodicamente em Lisboa, quando os visitámos, pouco tempo antes de terem tido o fatídico acidente que os vitimou. São numerosas as referências que tenho colhido a respeito de ambos por intermédio de tudo o que tenho lido a respeito de “Gávea/Glacial” e pelas constantes referências que Carlos Faria fazia de ambos.
Com Ivone Chinita, lembro-me bem do interesse e do entusiasmo com que realizou uma exposição da Galeria Gávea em Grândola, sua terra, na qual também tive o prazer de participar, tendo colhido de contactos pessoais com ela a imagem de uma pessoa de grande sensibilidade para todos os problemas humanos, capaz de os viver até à heroicidade do sofrimento e até à doação plena da solidariedade.
Morreu muito jovem mulher e mãe e julgo que não se distanciou nunca da ingenuidade singela da adolescente sem adornos da pretensão, já embalada – depois de Abril – por todas as mais intensas visões dessa época. Era funcionária de um sindicato modesto, cenário propício para a sua disponibilidade, para o seu entusiasmo poético – mescla de idealismo sem margens e de um optimismo quase maternal na auto-determinação do homem.

.

Recorte de um pequeno artigo de minha autoria que foi publicado em Ponta Delgada, quando saiu o seu livro “Digo Fome”, iniciativa da colecção “Gávea/Glacial”.

Recorte de um pequeno artigo de minha autoria que foi publicado em Ponta Delgada, quando saiu o seu livro “Digo Fome”, iniciativa da colecção “Gávea/Glacial”.

.

poema de Ivone Chinita publicado no Glacial nº 72 de 7 de Janeiro de 1972

poema de Ivone Chinita publicado no Glacial nº 72 de 7 de Janeiro de 1972

.

.

GUIA DE VISITA:


Entrando nas galerias, basta clicar na primeira imagem  em cima à esquerda, para poder fazer desfilar num ecrã próprio, cada um dos suplementos. Em baixo à direita, há uma indicação “view full size” mediante a qual pode ter-se acesso, primeiro a uma visão única do documento e depois, com novo clique, ao formato mais pormenorizado que permite a leitura de todos os conteúdos com a máxima clareza.

.

.

depois de lido este conjunto de GLACIAIS pode clicar nesta frase para ter acesso ao seguinte


.
..

.

.

.

.

.
.

.
.
.
.
.


Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s